Publicidade

gasolina

Como é constituído o preço da Gasolina e do Diesel

Compartilhe:
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Diante de toda essa crise de combustível que se deve a paralisação dos caminhoneiros, você sabe o porque da Gasolina e o Diesel são tão caros?

gasolina

Aqui no Brasil utilizamos a Gasolina E27 (já falei sobre isso AQUI), que significa que a Gasolina possui 27% de Etanol, ela é normatizada dessa forma, e deve por padrão ser vendida nessa proporção por todos os postos, podendo ou não conter aditivos, como no caso de Gasolinas aditivadas, que possuem 73% de Gasolina A (Gasolina pura) e 27% de Etanol + uma quantidade de aditivos que varia de acordo com a distribuidora.




O Diesel vendido no Brasil também não é puro, ele possui um percentual de  Biodiesel, que atualmente é estipulado em 10%.

Curiosidade, só o Brasil utiliza etanol, porque a produção deste é grande no nosso país, e para ajudar os engenhos de cana, a gasolina recebe este percentual de Etanol na sua composição, a justificativa é também, além de ajudar os engenhos e fortificar a economia do país, baratear o combustível, o que vemos que não acontece e ainda por cima temos combustível de baixa qualidade.

Entenda como é composto o preço da Gasolina.

Com essas misturas no combustível, somados a cadeia de produção e distribuição do combustível, é formado o preço do mesmo, como segue o gráfico abaixo:

ComposicaoGasolina

Gráfico retirado do site da Petrobras

Na composição do preço da Gasolina vemos que 34% do custo é a produção da Gasolina A pela Petrobras, 16% de impostos CIDE, PIS/PASEP e COFINS, 29% é de ICMS, 12% é o custo da porção de Etanol adicionado a Gasolina e 9% é o custo com distribuição e revenda.



Aqui temos os 12% agregados do Etanol, que se não houvesse na gasolina, reduziria o custo dela em pelo menos 12%. Outro fator que aumenta muito o valor da gasolina, é o ICM de 29%, pois a cadeia de produção e distribuição é longa, fazendo esse ICMS ficar muito caro, acompanhe o gráfico abaixo:

Cadeia-Gasolina

Gráfico retirado do site da Petrobras

Com este gráfico é fácil ver o porque do custo da Gasolina ser elevado, somente uma parte da Gasolina A produzida vai direto aos distribuidores, porque outra parte é exportada, então já tem um custo, depois é importada, mais custo, ai é que o Etanol é adicionado, mais custo, e depois transportada para as distribuidoras, mais custo, depois de tudo isso, ainda é transportada para os postos e chega até nós com estes preços altíssimos.

Se acompanharmos a cadeia de produção e distribuição da Gasolina, fica fácil entender porque a nossa gasolina chega na Bolivia por menos de R$ 2,00, veja, a gasolina sai da refinaria, é exportada e pronto, não tem adição de Etanol e nem o vai e volta da exportação/importação, a Gasolina sai daqui, chega lé e é distribuída, simples assim.

E o preço do Diesel, vou explicar como funciona, acompanhe o gráfico:

ComposicaoDiesel

Gráfico retirado do site da Petrobras

Reparem que no caso do Diesel, o custo de produção é muito mais elevado que o da Gasolina, ficando em 56% (17% a mais que a Gasolina) da composição do preço do combustível, outros 13% vão para CIDE, PIS/PASEP e COFINS (3% a menos que a Gasolina), 15% de ICMS (14% a menos que a Gasolina), 7% de Biodiesel (o custo do Etanol adicionado a Gasolina é 12%) e 9% de distribuição e revenda.



Vejam porque o Diesel é mais barato que a gasolina, ele tem 17% menos impostos que a Gasolina!

Ai você pensa, “ah, é porque o custo de produção é 17% mais cara, por isso tem 17% menos impostos!”. Ai é que você se engana, vamos considerar só o ICMS que é 14% menos no Diesel. O ICMS é Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços, e ele incide sobre o transporte do combustível, então cada vez que é transportado, incide ICMS.

Lembram da cadeia de produção e distribuição da Gasolina? Ela sai da refinaria e vai para exportação (29% de ICMS sobre o transporte da refinaria até o porto), depois a Gasolina volta e vai para a usina de Etanol (29% de ICMS sobre o transporte do porto até a usina), depois ele vai da Usina para a distribuidora (29% de ICMS sobre o transporte da usina até a distribuidora) e por fim vai da distribuidora até os postos (mais 29% de ICMS sobre o transporte da distribuidora até os postos).




Vamos usar um valor hipotético do combustível quando sai da refinaria, para ilustrar:

Gasolina R$ 1,00

  • Após o primeiro transporte (refinaria > porto) fica R$ 1,29 (1,00 + 29% de ICMS)
  • Após o segundo transporte (porto > importadora) fica R$ 1,66 (1,29 + 29% de ICMS)
  • Após o terceiro transporte (importadora > distribuidora) fica R$ 2,14 (1,66 + 29% de ICMS)
  • Após o quarto transporte (distribuidora > postos) fica R$ 2,76 (2,14 + 29% de ICMS)
  • No final, considerando só ICMS, sem contar as margens de lucro de cada etapa, a Gasolina quase triplicou de valor, de R$ 1,00 inicial, chegando nas bombas por R$ 2,76.

Diesel R$ 1,00

  • Após o primeiro transporte (refinaria > porto) fica R$ 1,15 (1,00 + 15% de ICMS)
  • Após o segundo transporte (porto > importadora) fica R$ 1,32 (1,15 + 15% de ICMS)
  • Após o terceiro transporte (importadora > distribuidora) fica R$ 1,52 (1,32 + 15% de ICMS)
  • Após o terceiro transporte (distribuidora > postos) fica R$ 1,74 (1,52 + 15% de ICMS)
  • No final, considerando só ICMS, sem contar as margens de lucro de cada etapa, Diesel nem chegou a dobrar de valor, de R$ 1,00 inicial, chegando nas bombas por R$ 1,74.



Viram, com mais impostos, fica mais caro, no final das contas.

Agora acompanhe a cadeia de produção distribuição do Diesel:

Cadeia-Diesel

Gráfico retirado do site da Petrobras

Bom, agora você entende como os valores dos combustíveis são compostos e pode perceber o quanto a carga tributária implica neste custo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *