Publicidade

Koenigsegg Gemera, o hiperesportivo híbrido plug-in tricilíndrico

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mesmo com o Salão de Genebra cancelado pelo Coronavírus, a Koenigsegg apresentou mesmo assim seu novo hiperesportivo híbrido plug-in, Gemera.

Com sistema híbrido que usa 3 motores elétricos com 1700 cavalos de potência, tração integral, câmeras como retrovisores com telas de LCD nas colunas A, com telas de LCD como cluster de instrumentos e como central multimídia, o que chama atenção é o motor que alimenta o sistema híbrido plug-in.



Trata-se de um motor tricilindrico 2.0 bi-turbo com 600 cv de potência e 61 kgfm de torque, que usa tecnologia FreeValve, patenteada pela própria Koenigsegg, que dispensa as válvulas mecânicas, usando válvulas ativadas por acionadores eletropneumáticos, gerenciados por uma central de dados que controla o tempo de abertura de cada um.

Além disso, o sistema permite que o carro desative um dos cilindros na partida a frio, reduzindo as emissões nesse período em 60%, com eficiência energética 20% maior que os 2.0 comuns.



Ainda mais, o sistema bi-turbo pode desligar um dos turbos em baixa rotação para manter a taxa de compressão de 9,5:1, pois ele pode usar gasolina com 95 octanos ou etanol E85, que possui 15% de gasolina.

Mas esse pequeno motorzinho não surgiu a toa, ele foi desenvolvido a pedido de uma empresa parceira, a Qoros, e é chamado de TFG (Tiny Friendly Giant), ou em português, Pequeno Amigável Gigante, porque apesar de pesar somente 70 Kg, gera 600 cv de potência, e pode ter como destino, carros de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *