Publicidade

A novela da nova placa do Mercosul

Compartilhe:
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A nova placa do padrão Mercosul já emplacou e desemplacou no Rio de Janeiro e agora voltou de novo, mas como segue no resto do Brasil.

NovaPlacaMercosul

No Rio de Janeiro o custo da nova placa era de R$ 219,35 e passou para R$ 166,63, porque foi retirado da placa o lacre, o brasão do e a bandeira do estado, fugindo do que era pra ser padrão Mercosul.



No resto do Brasil as placas já estão começando a ser implantadas, até porque o Contran estipulou data limite para essa implantação, como segue abaixo:

  • Acre – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Alagoas – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Amapá – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Amazonas – Já iniciado em dezembro
  • Bahia – Seria dia 17, mas agora será 24 de dezembro
  • Ceará – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Distrito Federal – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Espírito Santo – Já iniciado em dezembro
  • Goiás – Seria dia 10 de dezembro, mas foi adiado
  • Maranhão – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Mato Grosso – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Mato Grosso do Sul – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Minas Gerais – Não iniciará até 31 de dezembro
  • Pará – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Paraíba – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Paraná – Já iniciado em 17 de dezembro
  • Pernambuco – Seria dia 10 de dezembro, mas foi adiado
  • Piauí – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Rio de Janeiro – Iniciado em 11 de setembro
  • Rio Grande do Norte – Já iniciado em dezembro
  • Rio Grande do Sul – Já iniciado em 18 de dezembro
  • Rondônia – Seria dia 10 de dezembro, mas foi adiado
  • Roraima – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Santa Catarina – Inicia dia 31 de dezembro
  • São Paulo – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Sergipe – Terá de iniciar até 31 de dezembro
  • Tocantins – Terá de iniciar até 31 de dezembro



Se você quiser saber mais sobre as novas placas do padrão Mercosul, pode ler AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *