Publicidade

VW testa caminhões 100% elétricos produzidos no Brasil

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A VW já tem um veículo 100% elétrico produzido no Brasil e rodando em testes para a AMBEV em alguns bairros de São Paulo.

A Volkswagen já havia apresentado a versão 100% elétrica do seu caminhão compacto de entregas o E-Delivery, que foi montado em cima do Delivery Express diesel, e com a intenção de compra de 1.600 unidades pela AMBEV, o primeiro veículo já roda diariamente cumprindo entregas por bairros de São Paulo.



E para garantir uma entrega de carbono zero por todo o ciclo de produção e distribuição elétrica do veículo, a AMBEV instalou no seu centro de distribuição da Mooca, painéis solares para a recarga do E-Delivery, dessa forma o veículo cumpre sua jornada de entregas durante o dia e durante a noite ele recarrega com a energia acumulada pelos painéis solares.

O E-Delivery possui motor elétrico traseiro, montado junto ao eixo traseiro, e é combinado com a suspensão pneumática para melhor eficiência energética e melhor autonomia, pois a carga do caminhão é avaliada pela suspensão que comunica isso a CPU do veículo, então a medida que a carga vai sendo aliviada o esforço do motor elétrico é reduzido, aumentando sua autonomia.



Outra vantagem são os freios regenerativos, assim que o motorista tira o pé do acelerador os freios regenerativos entram em ação, mostrando no cluster de instrumentos o quando está sendo regenerado das baterias, e o pedal do freio também possui uma margem bem no inicio do movimento, então uma pisada de leve no freio regenera os freios, enquanto que uma pisada mais profunda aciona os freios pneumáticos normalmente, e todo esse processo é transparente para o motorista.

Tirando os detalhes como a aceleração monstruosa em relação ao motor diesel e o fato do veículo mal fazer barulho, ele atua como um caminhão comum.



O motor é um elétrico síncrono de imãs permanentes com 244,7 cv de potência e 219,2 kgfm de torque, contra os 175 cv de potência e 61,2 kgfm de torque do motor diesel, tudo isso com uma caixa de 2 marchas, uma para frente e uma para trás!

As baterias são de íons de lítio níquel-manganês-cobalto com 240 kWh de capacidade que entregam uma autonomia de 200 Km e são plugin, ou seja, podem ser recarregadas em uma tomada comum, sendo que em uma tomada de corrente contínua de alta tensão a recarga é feita em 3 horas.



E o preço? O caminhão E-Delivery estima-se que chegue ao mercado custando em torno de R$ 150.000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *