Publicidade

O que é NEDC e WLTP

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A medida que os carros elétrico vão surgindo, torna-se mais comum a aparição das siglas WLTP e NEDC, mas o que é isso?

Essas siglas representam padrões de testes de veículos em situações e contextos diferentes, cada um utilizando métricas e ambientes diferentes, sendo que o padrão NEDC está caindo em desuso com o surgimento do WLTP.



O NEDC – significa New European Driving Cycle e executa testes em ambiente e condições controladas para diversas funções e recursos dos veículos, ele utiliza testes de rodagem em laboratório, seguindo padrões para aceleração, frenagem e trocas de marcha programada, calculando assim a eficiência de cada veículos, bem como seu consumo e emissões.

No NEDC cada veículo passa por uma rodada de testes de 11 Kilometros, com velocidade média de 34 Km/h e máxima de 120 Km/h, sendo que o percurso prevê 66% do trajeto simulando um ambiente urbano e 34% de ambiente de estradas, tudo com trocas de marchas programadas.

Mas ele possui falhas, porque são condições fixas e em ambiente controlado, o que não reflete nem um pouco a realidade de uso dos veículos.

É ai que entra o WLTP, que significa Worldwide Harmonized Light Vehicle Test Procedure, que sai dos laboratórios e vai para o mundo real, onde os veículos são testados minuciosamente nas ruas e estradas a nível global.



No WLTP cada veículo passa por diversas rodadas de testes no mundo real somando 23,25 Kilometros rodados, com velocidade média de 46,5 Km/h e velocidade máxima de 131 Km/h, sendo que o percurso prevê 52% de trajeto urbano e 48% de trajeto na estrada, sem padronização das trocas de marcha.

O WLTP faz a medição de muitas informações, como por exemplo as emissões não só do veículo, mas do veículo e seus acessórios e a influência destes sobre as emissões do veículo, além de mensurar também valores de velocidade minima, máxima, média e muito alta, freiadas, paradas e aceleração, trocas de marchas, consumo de combustível, entre outros.

Tudo isso em diferentes ambientes ao longo do mundo, diferentes tipos de ruas e estrada e diferentes situações do transito, considerando valores para as versões de cada veículo desde a mais básica até a mais completa.



Atualmente os veículos elétricos todos passam pela avaliação WLTP obrigatória e alguns pela NEDC, o que é muito útil e importante, principalmente para avaliar o maior calcanhar de aquiles dos carros 100% elétricos, a bateria, provendo informações mais precisas sobre a autonomia destes veículos.

One Comment

  • Daniel Francis disse:

    Gostei do seu artigo mas é bom ficar esperto pois apesar da boa propaganda do WLTP, pela experiência dos usuários dos carros elétricos, os carros apresentam uma autonomia muito mais próxima do testes da EPA, que é o padrão americano. Segundo eles mesmos, isso se deve pois o padrão americano leva mais o trajeto de estrada do que o urbano se comparado com o europeu.

    O bom é que aqui no Brasil, a INMETRO certifica os carros nos dois padrões, assim temos acesso às duas informações, uma mais próxima do uso diário (EPA) e outro que serve para aqueles que só usarão dentro da cidade urbana em terreno plano (WLTP).

    Infelizmente, as vezes vemos alguns jornalistas e reportagens utilizando números do padrão europeu, que como expliquei antes, são números não muito confiáveis.

    Amei seu artigo! Acabei conhecendo um antigo padrão europeu que eu não conhecia. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *